@valeriabursztein

Chega mais, Felicidade! Com ou sem namorado(a)

Redação e edição

Analu Oliveira – 79+

www.longevidade.com.br

 

A felicidade é uma prática, dá para aprender a ser feliz !

 

Chegamos a mais um dia dos namorados, desta vez após dois anos duros de afastamento! Então, BORA COMEMORAR com todos os cuidados mas com muito amor !!

Mas, mesmo sem uma companhia a seu lado, importante é discutir o que é realmente ser feliz. Desde quando se fala de felicidade? Os antigos gregos como Platão, Aristóteles e Sócrates já faziam reflexões sobre essa “coisa” de ser feliz. É sentimento? É obrigação? Parece brincadeira mas o que se debatia há séculos, segue em discussão até hoje…..e sem respostas efetivas.

 

Você é feliz? Responda: o que faz para ser feliz?

 

Com intuição, generosidade, liberdade, responsabilidade e fé, é possível “construir” a felicidade. É um exercício de decisão permanente, com dificuldades diárias, mas com resultados surpreendentes. É questão de psicologia positiva que nos dá apoio e reforça a resiliência que passa a ser a coisa mais natural do mundo.

Pois então, a gente sabe que a felicidade aparece quase sempre nos finais dos filmes e nos romances da Literatura. É engraçado porque o “final feliz” só vem nas últimas cenas ou nos últimos capítulos dos romances. Primeiro vem os percalços, muita luta e sofrimento no enredo até que chegue o final: a felicidade “para sempre”. Aliás, o que seria esse “para sempre ?

 

 

Na vida real, diferente da ficção, a felicidade deveria ser uma constante, com dias de alegria e otimismo. É ela que traz força, alavanca para que valha realmente a pena viver. E o planejamento é fundamental, sabia?

 

Planejar pequenas coisas é tão gostoso quanto planejar grandes eventos. Motivação também é o caminho certo para a felicidade !

Muito se fala e discute sobre felicidade. Mas realmente qual é esse conceito?

 

No dicionário, felicidade é: estado de uma consciência plenamente satisfeita; satisfação, contentamento. Para a Psicologia, é um bem-estar subjetivo ligado a atitudes, intenções e sentimentos que fazem bem. Para a Organização das Nações Unidas, a felicidade é um acelerador do desenvolvimento humano e social, ou seja, ela é fundamental para a existência digna do ser humano.

Mas uma coisa é certíssima: Felicidade e saúde estão interligados: ser feliz é preservar a saúde e ser saudável leva a uma vida feliz. Como então estabelecer uma rotina mais feliz?

A pesquisadora da Universidade de Harvard Dra. Laura Kubzansky constatou que o risco de doenças cardiovasculares é menor entre aqueles que apresentam qualidades como entusiasmo, vitalidade e equilíbrio emocional. Isso quer dizer que pessoas felizes tendem a ter uma rotina mais ativa e a encarar as adversidades com mais otimismo.

 

Prazer, Alegria e Felicidade, existem diferenças sim !

 

Existe uma grande diferença entre Prazer X Alegria X Felicidade, mas a gente tende a misturar esses conceitos e perder a noção do que realmente se busca. Vamos lá: Prazer — algo rápido, intenso e momentâneo. Coisas que a gente mesmo “se dá de presente” , desde um chocolate, uma roupa nova, um encontro com amigos. Alegria – também é um sentimento volátil, mais ligado com o exterior, uma viagem, um bom filme, um novo trabalho. Felicidade— aí sim, está 100% relacionada ao que acontece aqui e agora.

 

Segundo Sonja Lyubomirsky, professora do departamento de Psicologia da Universidade da California e pesquisadora do tema, “Felicidade é a experiência de contentamento e bem-estar com a sensação de que a própria vida possui sentido e vale a pena”.

 

O que realmente conta é o saldo de emoções contabilizadas ao longo dos seus dias. Por isso alguns especialistas também dizem que a felicidade consiste em momentos felizes, será só isso?

 

O professor Leonard Mlodinow, do Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA) garante que pessoas cercadas de gente feliz, tendem a ser felizes. É o que ele chama de “contágio emocional”. Em seu novo best-seller que acaba de chegar ao Brasil “Emocional”, ele explica que nós somos programados para sentir o que os outros sentem. Estudos de imagens mostram que as estruturas cerebrais ativadas quando sentimos nossas emoções são automaticamente ativadas quando observamos essas emoções nos outros.

 

Bestseller do professor Leonard Mlodinow, “Emocional” chegou ao Brasil

 

Na verdade, receita pronta não existe. A mensagem é : Viva intensamente, cuide da saúde física e mental, tenha entusiasmo a cada dia que amanhece e não se deixe abater pelas dificuldades. E se cair, lembre-se do grande compositor Paulo Vanzolini, autor da canção da década de 60: “Volta por cima”, hoje considerada símbolo de resiliência.

 

 “ Reconhece a queda e não desanima.

Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima “

 

Fontes:

Sesc Conteúdo

https://conteudo.sesc-rs.com.br/vamos-falar-sobre-felicidade-existe-receita-para-ser-feliz/

Veja SP

https://vejasp.abril.com.br/coluna/felicidade/a-felicidade-e-uma-questao-de-pratica/

Glamour

https://glamour.globo.com/colunas/fernanda-vilarrodona/coluna/2022/04/afinal-o-que-e-a-felicidade.ghtml

Você RH

https://vocerh.abril.com.br/livros/somos-programados-para-sentir-o-que-os-outros-sentem-diz-autor/

O Globo

https://oglobo.globo.com/saude/noticia/2022/06/a-importancia-do-planejamento-na-vida-para-ser-feliz.ghtml

(Imagens: Divulgação)