@valeriabursztein

Mercado de saúde investe em suplementos para aumentar o healthspan dos longevos

Planejamento prévio com novas tecnologias pode ajudar a controlar a idade biológica de forma efetiva

Atualmente, o tema “envelhecimento saudável” é bastante abrangente e debatido na sociedade. A população 60+ busca cada vez mais caminhos para uma vida longeva e com qualidade. Com comunidades científicas e tecnológicas dedicadas ao assunto, o mercado oferece diversas possibilidades de cuidados para a saúde dos longevos. O objetivo é combater o crescimento de doenças crônicas nessa população. 

Alguns problemas de saúde são comuns na população sênior, como diabetes, hipertensão, infecção urinária, doenças cardiovasculares, dores musculares e problemas respiratórios. 

Segundo Vanderli Marchiori, nutricionista e especialista em fitoterapia e medicina complementar, metade da população em envelhecimento terá doenças crônicas. “Precisamos planejar o nosso futuro a partir de agora, com escolhas e hábitos saudáveis. Essa geração não precisa fazer parte dessas estatísticas, existem hoje suplementações e orientações nutricionais que podem proporcionar uma vida longeva e com qualidade”, explica. 

Segundo a nutricionista, uma das deficiências mais comuns nesse público é a carência de proteína e vitamina D. Além disso, ela pontua que o envelhecimento possui dois vilões distintos: estresse oxidativo e processos inflamatórios. “Quando falamos em estresse oxidativo estamos falando de coisas muito comuns na vida das pessoas, especialmente de quem vive em grandes cidades. A radiação UV, a poluição do ar, o estresse psicológico e uma dieta inadequada constituem o combo perfeito para isso”. 

Como envelhecer bem?

 A ciência e a tecnologia aprimoram a cada dia suas pesquisas em busca de medicamentos e suplementos que favoreçam a longevidade. De acordo com estudos do mercado de saúde,  80% dos grandes problemas crônicos relacionados ao envelhecimento podem ser evitados ou modulados. O objetivo atual é aumentar o healthspan dos longevos, um novo conceito que significa o período de vida saudável sem doenças graves.

A Ages Bioactive, por exemplo, é uma empresa brasileira de nutrição que estuda compostos bioativos provenientes de extratos vegetais. De acordo com os estudos elaborados, esses compostos têm a capacidade de interagir com células e tecidos do corpo humano promovendo importante papel na prevenção, manutenção e melhora da saúde. 

De acordo com Vanderli, a união entre suplementação adequada e alimentação correta é a receita de sucesso para uma vida mais longa e saudável. “Se combatermos o estresse oxidativo com os alimentos corretos e com suplementação séria, aumentamos o healthspan das pessoas e alcançamos a tão sonhada qualidade de vida”.

A saúde dos 60+ será amplamente debatida durante a quarta edição do Longevidade Expo+Fórum, que acontece de 29 de setembro a 1º de outubro no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo.