@valeriabursztein

Milan Kundera, 93+: “A insustentável leveza do ser”

Tradução, redação e edição

Analu Oliveira – 79+

www.longevidade.com.br

 Milan Kundera, escritor tcheco, cidadão francês desde 1980

 

Milan Kundera é um escritor chegado ao mistério. Sabe por que? Dificilmente é visto em público e não dá entrevistas. Mas seu trabalho grandioso é reconhecido no mundo inteiro. Com frequência surgem boatos sobre sua morte, felizmente ele está vivo e bem !

Aos 93 anos completados em 1 de abril, o autor nasceu em Brnö, na antiga Checoslováquia, mudou-se para Paris em 1975 e foi naturalizado francês em 1981.Sua primorosa e vasta obra envolve o romance, o ensaio e a poesia, o que lhe valeu reconhecimento como um dos mais importantes escritores do século XX.

 

“Sentiu um peso, mas não era o peso do fardo e sim da insustentável leveza do ser.”  Milan Kundera

 

A Insustentável Leveza do Ser é seu livro mais aclamado pelos leitores e pela crítica, e foi o que o colocou em evidência internacional. Conquistou muitos prêmios entre os quais: o Prémio Médicis (1973), o Prémio Mondello (1978), o Prémio Common Wealth (1981), o Prémio Jerusalém (1985) e o Prémio Independent de Literatura Estrangeira (1991).

 A obra conta  a história de quatro personagens que vivem o clima da tensão política no cenário da primavera de Praga com a invasão russa de 1968. O livro foi adaptado para o cinema, pelo diretor Philip Kaufman, com os atores Daniel Day-Lewis, Juliette Binoche e Lena Olin no elenco. O filme recebeu duas indicações ao Oscar.

 

Primeiro romance

 Em seu primeiro romance, “A Brincadeira”, Kundera colocou sátira e política sobre o totalitarismo do período comunista. Por isso foi colocado na lista negra do partido e suas obras foram proibidas imediatamente após a invasão soviética.

 

Em 12 de junho de 2021, Milan Kundera recebeu o prestigioso Prêmio Franz Kafka, que antes homenageou Philip RothMargaret AtwoodPeter Handke e Eduardo Mendoza, entre outros. Kundera não compareceu à Embaixada da França em Praga e o prêmio foi recebido, em nome dele, pela tradutora de sua obra francesa para o tcheco, Anna Kareninova.

Sobre Milan Kundera

Milan Kundera nasceu em Brno, antiga Tchecoslováquia, atual República Tcheca, no dia 1 de abril de 1929. É filho de Ludvik Kundera, pianista, musicólogo e diretor da Academia de Brno com quem aprendeu a tocar piano. O estudo da música o influenciou muito no que viria a ser sua obra literária. No ensino médio escreveu seus primeiros poemas. Na Charles University de Praga, estudou literatura e estética, transferiu-se depois para a Faculdade de Cinema na Academia de Praga. Em 1948 A filiação ao Partido Comunista, aconteceu em 1948 e já em 1950 foi expulso por supostas atividades contra o partido.

Formado em 1952, passou a ser assistente e depois professor de História do Cinema na Academia de Música e Arte Dramática e na sequência, lecionou no Instituto de Estudos Cinematográficos de Praga.

 

Trabalhou como tradutor, escreveu poemas, ensaios e peças de teatro. Seus primeiros trabalhos poéticos foram pró-comunistas. Em 1967 casou-se com Vera Hrabankova, economista e professora, com quem vive até hoje.

 

Vera e Milan Kundera, união eterna

 

Milan Kundera reafirmou publicamente que deseja ser entendido como um romancista em termos gerais, não um escritor político. O futuro dirá!

 MUITOS VIVAS A KUNDERA !!!

 

 

Fontes

Media Mass

https://pt.mediamass.net/famosos/milan-kundera/boato-da-morte.html

Instagram

https://www.instagram.com/p/Cb0TG4rO07u/?utm_medium=share_sheet

Wikipedia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Milan_Kundera

EBiografia

https://www.ebiografia.com/milan_kundera/

EM Noticia

https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2019/03/29/interna_internacional,1042188/milan-kundera-autor-de-a-insustentavel-leveza-do-ser-faz-90-anos.shtml

UOL Educação

https://educacao.uol.com.br/biografias/milan-kundera.htm

El País

https://brasil.elpais.com/cultura/2021-06-12/o-enigma-milan-kundera-o-classico-fugidio.html

Cinema/7Arte

https://www.cinema7arte.com/milan-kundera-da-brincadeira-a-insignificancia-e-o-filme-do-mes-da-zero-em-comportamento/

(Imagens: divulgação)